Skip to content

Aditamento FIES 2020: O que é, como funciona, prazos, regras e como fazer a renovação do seu contrato de financiamento!

Procurando informação sobre o Aditamento FIES 2020?

O FIES é um velho conhecido de muitas pessoas que desejam ingressar no ensino superior e contar com tal financiamento. O programa foi pensando pelo Governo Federal, juntamente com o Ministério da Educação para facilitar o acesso ao ensino superior.

aditamento fies renovacao prazo
Renovação: Aditamento FIES 2020

Como o nome já nos remete, trata – se de um financiamento estudantil, onde o aluno vai pagando os valores dos juros durante a graduação e após o curso com emprego fixo, passa a pagar o valor total.

Dentro do programa existe o chamado aditamento e você vai conhecer todos os detalhes em nosso artigo de hoje.

O que é aditamento FIES?

O aditamento FIES se trata da renovação periódica do contrato do financiamento, essa medida é necessária a cada semestre e deve ser feita em paralelo com os prazos de matrícula.

Sendo assim, todos os semestres o aluno precisa garantir que ainda deseja a vaga do financiamento e se tal processo não for feito dentro do prazo estipulado, perde o financiamento.

Caso o aluno desista esse processo não é mais necessário e ele não ocupa a vaga de financiamento de outra pessoa.

O aditamento é o momento em que o estudante pode alterar, incluir ou corrigir informações do contrato e dados pessoais. Além de conseguir alterar valor das parcelas, mudar o fiador ou até o tipo de modalidade de fiança.

Como funciona?

O pedido de aditamento funciona pela solicitação a instituição de ensino, depois desse processo, os estudantes validam suas informações no Sistema Informativo do FIES pelo portal sisfiesaluno.mec.gov.br.

O SisFIES é um sistema informativo, com a função de sistematizar uma série de ações que podem ser feitas por quem utiliza do financiamento.

Como fazer a renovação do contrato FIES?

Como mencionado anteriormente, a renovação do contrato acontece pelo Sistema Informativo do FIES (SisFIES), mas para saber como fazer você precisa ter a informação se é simplificado ou não simplificado.

Como fazer a renovação do contrato FIES?

Conheça as características de cada um.

Aditamento simplificado

O estudante que não teve nenhuma informação alterada em seu cadastro pode fazer esse tipo de aditamento.

Mudanças simples também podem entrar nessa modalidade, como por exemplo, mudar o endereço de contato ou reajuste da mensalidade. O procedimento é feito acessando o site oficial.

Após a confirmação do aditamento no sistema uma mensagem será gerada para o aluno, no caso do aditamento simplificado será necessário se dirigir até a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da universidade que frequenta.

Além disso, será necessário também assinar o Documento de Regularidade de Matrícula (DRM), o prazo após a mensagem no sistema é de 20 dias.

Aditamento não simplificado

Se o sistema mostrar uma mensagem informando que o seu aditamento não é simplificado, isso significa que existem alterações contratuais do seu financiamento ou alguma informação não está correta.

Nesses casos, será necessário comparecer ao CPSA para corrigir o que é necessário e reiniciar todo o processo. Será necessário assinar o documento de matrícula e em alguns casos se dirigir presencialmente ao agente financeiro.

O prazo para fazer tudo isso é de 10 dias, contando o terceiro dia útil da data que solicitou pelo sistema o aditamento.

O boleto do FIES atrasado pode gerar o aditamento não simplificado e esse aditamento pode acontecer por problemas com o nome do fiador.

Em casos de mudança de fiador temos algo mais complicado, afinal, o aluno vai precisar procurar o banco novamente e fazer todo o processo de documentos do novo fiador para continuar usufruindo do programa.

No caso de tal mudança citada, depois de ajustar essa situação o aluno deve apresentar o Termo Aditivo na CPSA e assim finalizar o processo para começar um novo semestre.

A CPSA é uma comissão formada por cinco membros do corpo docente, discente e administrativo da Instituição de ensino. Ela é responsável pelo aditamento de renovação dos contratos do FIES e por validar as informações dos estudantes no processo de inscrição.

Regras, documentos para o aditamento FIES

A principal regra quanto ao aditamento, é que ele deve ser feito semestralmente na data estipulada pela universidade. Os boletos devem estar em dia, bem como, todas as informações cadastrais atualizadas e do fiador.

A documentação não é necessária no aditamento simplificado, já que nada mudou e a CPSA já tem os documentos que precisa. No caso do aditamento não simplificado, alguns documentos podem ser necessários a depender do caso.

Regras, documentos e prazos para o aditamento FIES

Esses documentos são divididos da seguinte forma:

Documentos para a CPSA:

  • Original de um documento de identificação;
  • Original e cópia do comprovante de endereço atualizado;
  • CPF;
  • Original e cópia da certidão de casamento e de um documento de identificação original do cônjuge, isso se depois da contratação do FIES o estado civil mudou;
  • Original e cópia do termo de concessão ou do termo mais recente de atualização do usufruto da bolsa parcial ProUni, em casos aplicáveis e se o benefício aconteceu após a contratação do FIES ou após o último aditamento.

Documentos para o banco:

  • Original do documento de identificação;
  • Original e cópia do comprovante de endereço de forma atualizada;
  • CPF;
  • Original e cópia da certidão de casamento e de um documento de identificação original do cônjuge, isso se depois da contratação do FIES o estado civil mudou;
  • Original e cópia do termo de concessão ou do termo mais recente de atualização do usufruto da bolsa parcial ProUni, em casos aplicáveis e se o benefício aconteceu após a contratação do FIES ou após o último aditamento.

Documento para o banco em caso de mudança de fiador:

  • Apresentar documento de identificação;
  • CPF;
  • Original e cópia da certidão de casamento e do documento de identificação do cônjuge, se aplicável;
  • Original e cópia do comprovante de endereço atualizado;
  • Original e cópia do comprovante de rendimentos, tanto para fiador novo ou para fiador que teve mudanças na renda desde o último aditamento.

Prazos do aditamento do FIES nesse ano

Geralmente, o período de aditamento coincide com o período que o aluno faz sua rematrícula.

O segundo semestre tem datas de 1 de julho a 31 de agosto e o primeiro semestre tem datas de 1 de dezembro até 31 de março.

Os prazos são bem alargados para que os alunos consigam resolver suas pendencias. Não realidar seu aditamento dentros dos prazos acarretará no cancelamento do FIES.

Se toda a informação solicitada estiver correta, a CPSA emite o Documento de Regularidade de Matrícula (DRM), que deverá ser retirado pessoalmente.

Lembre-se! O aditamento deve ser feito semestralmente.

É obrigatório fazer o aditamento FIES?

Sim, todo e qualquer aluno que se beneficie do FIES deve realizar o aditamento.

Esqueci de fazer o aditamento o que pode acontecer?

O aluno que não renovar pode ficar em situação irregular no programa, assim, perdendo seu benefício e em alguns casos, fica devendo mensalidades para a universidade.

Como é feito o pagamento?

O pagamento dos juros do FIES devem ser feitos a cada 3 meses e só com esse pagamento em dia o aluno consegue fazer o aditamento.

O boleto FIES pode ser emitido pela internet no site da instituição financeira (Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil).

O artigo foi de ajuda? Avalie 5⭐️:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Tem dúvidas, críticas ou sugestões sobre este artigo? Utilize o formulário abaixo e deixe uma mensagem para nós, queremos muito saber a sua opinião e ajuda-lo com suas dúvidas. 😉

Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Print this page
Print

Compartilhe nas Redes Sociais!
Scroll Up